Menu

Linhas de envase – Asséptico

Sistema ABF 2.0 de Envase por Sopro Asséptico da GEA

Apropriada tanto para operações de engarrafamento com alto e baixo teor de ácido, a ABF 2.0 combina um módulo de moldagem por sopro asséptico com os módulos da envasadora e da tampadora assépticas e apresenta uma tecnologia de esterilização a seco à base de peróxido de hidrogênio para pré-formas e tampas.

Com a tecnologia ABF, bebidas assépticas com diferentes prazos de validade, sejam de baixa acidez (LA) ou alta acidez (HA), podem ser envasadas no mesmo sistema.

A ABF 2.0 é a mais recente evolução da primeira máquina giratória de moldagem por sopro asséptico do mundo com uma tampadora e uma envasadora asséptica integradas. Ele está planejada para esterilizar as pré-formas com peróxido de hidrogênio na saída do forno, depois soprar as pré-formas com ar estéril, num ambiente asséptico, e manter esta esterilidade durante o processo de envase e colocação da tampa.

O conceito

As pré-formas são esterilizadas assim que saem do forno, onde são aquecidas para otimizar seu perfil térmico e para minimizar o consumo de energia e o uso do agente esterilizante. As superfícies internas e externas das pré-formas são tratadas com peróxido de hidrogênio vaporizado (VHP) usando um processo robusto, controlado e livre de condensação para minimizar os valores de resíduos e alcançar um desempenho de descontaminação de 6 log. 

Após o processo de esterilização, as pré-formas entram em um isolador microbiológico pré-esterilizado – onde está localizada a roda de sopragem asséptica – e são sopradas com ar estéril fornecido através de um circuito filtrado que inclui um sistema de esterilização VHP próprio. 

As garrafas estéreis recém-sopradas são transferidas pelo gargalo da sopradora asséptica para o módulo de envase asséptico sem sair da área estéril. A envasadora asséptica é encerrada no mesmo isolador microbiológico, no qual a esterilidade é mantida durante a produção com uma sobrepressão do ar estéril com classe 100. Assim como o módulo da envasadora, o módulo da tampadora no sistema ABF 2.0 está projetado especificamente para aplicações assépticas e completamente fechado dentro do isolador microbiológico.

Benefícios:

  • Esterilização totalmente automatizada dos módulos de sopro, envase e colocação da tampa, resultando em um processo eficaz, repetível e automatizado, sem necessidade de intervenção do operador
  • Baixo consumo de produtos químicos e nenhum de água durante a produção
  • Resíduos mínimos de H2O2 no recipiente (<0.5 ppm)
  • Tempo de inatividade limitado (ciclos de limpeza e esterilização de 3 horas) para trocas de produtos
  • Validação microbiológica de acordo com protocolos específicos para indústria de bebidas sensíveis
  • PoC aprovado, baseando-se na arquitetura aprovada ABF 1.2 da FDA 

Desempenho

O versátil sistema de produção asséptica ABF 2.0 pode processar bebidas extremamente sensíveis, com alta e baixa acidez, gaseificadas e não-gaseificadas, com ou sem partículas. Ele chega a atingir uma redução de 6 log tanto para descontaminação de tampas como de pré-formas em uma única etapa de esterilização e oferece uma produção asséptica contínua de 165 horas sem paradas ou limpeza intermediária.

Tecnologia H2O2 para esterilização de tampas e folhas de papel-alumínio

Semelhante ao sistema de esterilização de pré-formas, o módulo de esterilização de tampas ABF 2.0 - Sterilcap VHP R - também utiliza o VHP na concentração e temperatura corretas. O design especialmente adaptado, incluindo um buffer de tampas giratório que garante a redundância necessária exigida pela tecnologia de envase por sopro, assegura que todas as superfícies das tampas sejam expostas, evitando áreas de "sombra" e o risco de deformação da tampa.

O módulo de esterilização de tampas pode ser usado para tratar tanto tampas planas como aquelas do tipo abre-fácil. Oferecendo trocas rápidas sem qualquer intervenção mecânica e sem perder a esterilidade, a solução ABF 2.0 oferece máxima flexibilidade ao tratar tampas de folha de alumínio com a tecnologia Sterilfoil VHP L.

A Moldadora por Sopro Asséptico é uma parte integrante do sistema ABF 2.0. É uma sopradora asséptica que produz garrafas esterilizadas por pré-formas sopradas assepticamente que são previamente esterilizadas com vapor de peróxido de hidrogênio (VHP).

Projetada especificamente com a funcionalidade asséptica em mente, a Moldadora por Sopro Asséptico da GEA é colocada na mesma área estéril em que são realizados os processos de envase e colocação da tampa. Ela projetada para ser completamente esterilizável.

Moldadora por sopro com design asséptico

Todo componente dentro da área estéril é resistente a produtos químicos. Periodicamente, as superfícies internas da sopradora podem ser limpas com espuma e esterilizadas com peróxido de hidrogênio vaporizado (VHP), que também é usado para tratar os tubos de ar e os alojamentos da haste de filagem antes de iniciar o ciclo de produção.

O processo de esterilização ambiental é completamente automatizado, sem necessidade de intervenção manual do operador, diminuindo grandemente qualquer risco de recontaminação do sistema.

O processo de sopragem asséptica

O processo de sopragem da pré-forma é realizado com ar estéril; isso requer tanto o uso de microfiltração para esterilizar o ar quanto o VHP para esterilizar a tubulação. Por esse motivo, a GEA desenvolveu um bloco de sopragem de ar patenteado que pode ser esterilizado para manter altos níveis de reatividade e confiabilidade e diminuir a queda de pressão e o volume morto. 

Haste de filagem estéril (patenteada)

Todas as peças que tocam a pré-forma esterilizada e/ou a garrafa devem estar estéreis antes do início da produção e, portanto, é obrigatório ter uma haste de filagem estéril. O sistema GEA (patenteado) permite que a haste de filagem seja mantida dentro de um alojamento estéril, esterilizado com VHP. A articulação magnética entre um ímã interno conectado à haste de filagem no interior do invólucro asséptico e aquele externo conectado a um sistema de movimento padrão por um motor elétrico também permite que os ímãs se desprendam automaticamente se uma pré-forma encravar durante a fase de filagem.

Produtos relacionados

Service products

GEA Insights

Mantenha-se atualizado com as inovações e histórias da GEA, se registrando para receber notícias sobre a GEA.

Registrar-se

Estamos aqui para ajudar! Com apenas alguns detalhes poderemos responder à sua pergunta.

Entre em contato