Esterilização da embalagem Sistema ABF 1.2 de envase por sopro asséptico

Apropriada tanto para operações com alto e baixo teor de ácido, a ABF 1.2 combina um módulo de moldagem por sopro asséptico com os módulos da envasadora e da tampadora assépticas e apresenta uma tecnologia de esterilização à base de peróxido de hidrogênio para pré-formas e tampas.

A ABF 1.2 é a mais recente evolução da primeira máquina giratória de moldagem por sopro asséptico do mundo com uma tampadora e uma envasadora asséptica integradas. Ele está planejada para esterilizar as pré-formas com peróxido de hidrogênio na saída do forno, depois soprar as pré-formas com ar estéril, num ambiente asséptico, e manter esta esterilidade durante o processo de envase e colocação da tampa.

O conceito

Tratamento de esterilização de pré-formas com Peróxido de Hidrogênio
Tratamento de esterilização de pré-formas com Peróxido de Hidrogênio

As pré-formas são esterilizadas assim que saem do forno, onde são aquecidas para otimizar seu perfil térmico, minimizar o consumo de energia e o uso do agente esterilizante. As superfícies internas e externas das pré-formas são tratadas com peróxido de hidrogênio vaporizado (VHP) usando um processo robusto, controlado e livre de condensação para minimizar os valores de resíduos e alcançar um desempenho de descontaminação de 6 log.

Após o processo de esterilização, as pré-formas entram na área estéril – onde a roda de sopragem asséptica está localizada – e são sopradas com ar estéril fornecido através de um circuito filtrado que inclui um sistema de esterilização VHP próprio.

As garrafas estéreis recém-sopradas são transferidas pelo gargalo do soprador asséptico para o módulo de envase asséptico sem sair da área estéril. O envase asséptico é encerrado em um isolador microbiológico pré-esterilizado, no qual a esterilidade é mantida durante a produção com uma sobrepressão do ar estéril com classe 100. Assim como o módulo da envasadora, o módulo da tampadora no sistema ABF 1.2 está projetado especificamente para aplicações assépticas e completamente fechado dentro do isolador microbiológico.

Benefícios:

Tratamento de esterilização de pré-formas com Peróxido de Hidrogênio
Tratamento de esterilização de pré-formas com Peróxido de Hidrogênio
  • Esterilização totalmente automatizada dos módulos de sopragem, envase e tamponamento, que é eficaz, repetível e automatizada, não necessitando de intervenção do operador
  • Baixo consumo de produtos químicos e nenhum de água durante a produção
  • Um mínimo de resíduos de VHP na embalagem/recipiente
  • Tempo de inatividade limitado (ciclos de limpeza e esterilização de 3 horas) para trocas de produtos
  • Validação microbiológica de acordo com protocolos específicos para indústria de bebidas sensíveis
  • PoC aprovado pela FDA

Desempenho

O versátil sistema de produção asséptica ABF 1.2 pode processar bebidas extremamente sensíveis, com alta e baixa acidez, gaseificadas e não-gaseificadas, com ou sem partículas. Ele chega a atingir uma redução de 6 log tanto para descontaminação de tampas como de pré-formas em uma única etapa de esterilização e oferece uma produção asséptica contínua de 165 horas sem paradas ou limpeza intermediária. A velocidade de produção de até 48.000 garrafas de dose única por hora pode ser obtida para uma ampla gama de formatos (até 2,5 litros).

Como podemos ajudá-lo?

Produtos e serviços relacionados

Juntos com você

GEA AseptiCheck®

Protect the operation of your aseptic beverage plant and safeguard the final quality of your product by safely controlling the risks regarding every process parameter of an aseptic filling system.

Saiba mais sobre os Serviços da GEA

Tecnologia H2O2 para esterilização de tampas e folhas de papel-alumínio

Esterilizador de tampas Sterilcap VHP
Esterilizador de tampas Sterilcap VHP

Semelhante ao sistema de esterilização de pré-formas, o módulo de esterilização de tampas ABF 1.2 - Sterilcap VHP R - também utiliza o VHP na concentração e temperatura corretas. O design especialmente adaptado, incluindo um buffer de tampas giratório que garante a redundância necessária exigida pela tecnologia de envase por sopro, assegura que todas as superfícies das tampas sejam expostas, evitando áreas de "sombra" e o risco de deformação da tampa.

O módulo de esterilização de tampas pode ser usado para tratar tanto tampas planas como aquelas do tipo abre-fácil. Oferecendo trocas rápidas sem qualquer intervenção mecânica e sem perder a esterilidade, a solução ABF 1.2 oferece máxima flexibilidade ao tratar tampas de folha de alumínio com a tecnologia Sterilfoil VHP L.