Equipamento de processamento de alimentos Unidade de padronização do Standomat da GEA para gordura do creme ou gordura do leite

Visão geral

O Standomat da GEA foi planejado para padronização contínua da gordura do creme ou gordura do leite em combinação com o processo de separação. Os separadores que promovem o desnate dividem o leite integral que entra em leite desnatado e creme (nata). Se tiver que ser produzido um leite com um teor de matéria gorda definido ao invés de leite desnatado, uma certa parte da nata tem que ser dosada de volta para o leite desnatado. Este procedimento é chamado de padronização. Além do controle do teor de creme ou da gordura do leite, as unidades podem também oferecer uma dosagem proporcional de aditivos.

Sistema de controle

Em todos os modelos, o teor de gordura do creme é determinado através da medição da densidade em um medidor mássico de fluxo. O controle da gordura do creme é efetuado pela variação do fluxo de creme. Os procedimentos de controle adaptados às diferentes condições operacionais (partida, produção, descarga no recipiente, desligamento) têm em conta os requisitos específicos do separador. 

Para padronizar, uma parte do fluxo de creme é controlada por meio de um medidor de fluxo indutivo e dosada de volta para o leite desnatado. Os componentes de controle para a contrapressão do leite desnatado estão integrados na unidade base standomat. Para todas as aplicações de leite, é dado um sinal de controle para o fluxo de alimentação do separador.

Procedimento com o leite aquecido

Um alto desempenho do sistema de controle requer uma operação estacionária do sistema em condições de processamento contínuo. O sistema é calibrado de acordo com testes de laboratório, o que pode ser feito por diferentes métodos analíticos. Assim, qualquer verificação tem que ser efetuada usando os mesmos métodos. A exatidão destes diferentes métodos tem que ser levada em consideração durante a interpretação dos resultados.

O teor máximo de gordura para a padronização é 0,2% abaixo do teor de gordura do leite integral que entra. O desvio do ponto de ajuste para o controle de gordura do creme é de +/- 0,2 %. Para a padronização do leite, este desvio está on-line 0,05% logo após a unidade de controle e 0,025 % após um tanque de reserva.

Procedimento com o leite frio

A padronização do leite frio, torna particularmente possível um teor de gordura no leite de 0,5 - 4,2%, onde o teor de leite cru deve ser de pelo menos 0,2% acima do teor da gordura do leite padronizada. O desvio padrão é cerca de +/- 0,04%. A nata pode ser padronizada até a um teor de gordura máximo de 40%. O desvio de controle aqui é +/- 0,4%.

Modelos

Dependendo da aplicação e da tarefa de controle, nossos clientes podem escolher entre diferentes modelos standomat

  • standomat WC
    controle da gordura do creme de soro
  • standomat C
    controle da gordura da nata
  • standomat CB
    controle de gordura da nata + retorno à mistura completa (leite integral)
  • standomat controle da gordura da nata + controle da gordura do leite
  • standomat MCL
    controle da gordura da nata + nata com baixo teor de gordura < 28% + controle da gordura do leite
  • standomat MCFD
    controle da gordura da nata + gordura em controle de matéria seca para o leite destinado à produção de queijo
  • standomat MCFP
    controle da gordura da nata + gordura para controle do teor de proteína do leite
  • standomat MCA
    controle da gordura da nata + controle da gordura do leite + dosagem de aditivo
  • standomat MCLA
    padronização do teor de gordura (também < 28%) + leite com teor de gordura padronizado + dosagem de aditivo
  • standomat CMC
    padronização do teor de gordura + leite com teor de gordura padronizado

As versões acima mencionadas descrevem somente algumas das possibilidades disponíveis. Para determinadas aplicações, a GEA oferece soluções customizadas para as necessidades do cliente.

Como podemos ajudá-lo?

Produtos e serviços relacionados

Serviços GEA

GEA CMAG™

Medição melhorada da vazão e volume. Complete seus sistemas de produção automatizada através uma medição inovadora aumentando o controle das receitas, minimizando os riscos e melhorando o uso de recursos.

Saiba mais sobre os Serviços da GEA

Homogeneização parcial

Os modelos MC, MCL, MCFD e MCA podem ser preparado para a homogeneização parcial do leite integral ou padronizado. Com isto, pode ser obtido um bom efeito de homogeneização com um homogeneizador de 1/3 da capacidade total.

Limpeza

A limpeza automática do standomat é efetuada pela CIP do separador. Opcionalmente, podem ser integradas na unidade válvulas de conexão para uma CIP separada do restante da linha de creme. Em todo caso, a linha de dosagem do aditivo do standomat MCA é limpa num ciclo separado.

Sistema de controle

Para automação e visualização do sistema de padronização, é usada uma unidade de controle SCU 8. Ela é equipada com um display gráfico monocromático de 6" e um teclado de membrana alfanumérico. O display mostra o estado de funcionamento real com status da atuação e todos os valores analógicos medidos. Para cada ciclo de controle, são mostrados o ajuste atual, o valor real e o valor de controle, bem como uma curva de tendência com a performance dinâmica.

Os parâmetros de controle e os valores limite são protegidos por senha contra modificações não autorizadas. As mensagens de alarme de surgimento de condições críticas também são salvas em um arquivo de registro. Todas as bombas, válvulas e válvulas de controle podem ser operadas manualmente a partir da unidade de controle. Em conjunto com uma nova máquina, estas funções podem ser integradas na unidade de controle do separador. Caso contrário, o standomat vem equipado com uma unidade de controle separada que se comunica através do I / Os digital ou Profibus DP com o controle do separador.

Unidade compacta

Os modelos WC e C não exigem um rack, os componentes individuais têm que ser montados no local, nas linhas de conexão do separador. Os modelos CB, MC, MCL, MCFD e MCA são pré-montados como uma unidade compacta em um rack de aço inoxidável. O gabinete de controle e o box solenoide são montados no rack. Todas as conexões elétricas e pneumáticas internas estão instaladas. Cada unidade é testada antes do despacho.

Capacidade

De 5.000 lL/h a 70.000 L/h