Sistemas de resfriamento e congelamento

Soluções de resfriamento e congelamento frost-free para panificação

A GEA consulta a indústria mundial de panificação para fornecer uma variedade de sistemas de resfriamento e congelamento para atender às exigências da produção de cookies, bolos, tortas, pães e produtos de confeitaria.

A torre de resfriamento TOR foi projetada para resfriar os produtos em bandejas depois de assados. O sistema vertical de gondolas para bandejas substitui as tradicionais lonas horizontais longas de resfriamento e também pode ser usado como um sistema para armazenagem de bandejas, com carga e descarga automatizadas. 

Os congeladores e resfriadores em espiral S-Tec e A-Tec asseguram uma excelente qualidade do produto e podem ser integrados sem problemas a uma linha de processamento completa. Oferecidos com uma variedade de larguras de esteiras, os sistemas apresentam resfriamento e congelamento em duas etapas, um inovador sistema de gerenciamento da formação de gelo e balanceamento controlado do ar, além de controle de temperatura e umidade.

As lonas de resfriamento da GEA permitem que biscoitos e outros produtos resfriem naturalmente em temperaturas ambientes antes do processamento ou empacotamento. Conjuntos de lonas podem ser projetados para se integrarem a qualquer layout de prédio e área. 

 

Torre de resfriamento e armazenagem

A versátil torre de resfriamento e armazenagem TOR da GEA permite que produtos em bandejas sejam armazenados e resfriados naturalmente depois de assados e antes da injeção ou desmoldagem e transferência para o empacotamento. Substituindo as tradicionais e longas lonas de resfriamento, a torre TOR economiza espaço e é geralmente integrada a uma planta de produção completa, para resfriar os produtos que chegam do forno Imaforni da GEA: A torre também pode ser usada para armazenagem das bandejas, com carga e descarga automatizadas.

A torre de resfriamento TOR é composta por um conjunto ascendente e outro descendente de suportes sobre os quais as bandejas são transferidas após saírem do forno para permitir o resfriamento dos produtos. Após o resfriamento pelo período de tempo especificado, as bandejas podem ser transportadas diretamente para o sistema de injeção para recheio do produto a temperatura ambiente ou para a unidade de desmoldagem, antes dos produtos serem enviados para a seção de empacotamento. O sistema de torre vertical TOR economiza um espaço considerável na área de produção quando comparado a uma lona de resfriamento horizontal.

A versátil torre TOR tem dupla função e também pode ser usada como unidade automatizada para armazenagem de bandejas, para carga e descarga, eliminando a necessidade de carregar e descarregar manualmente as bandejas quando a planta é desligada e ligada. 

A GEA pode personalizar a capacidade da torre TOR para que corresponda à capacidade da sua planta. 

 

O resfriamento do produto após o cozimento é uma etapa fundamental em qualquer linha de produção de panificados.

A GEA pode fornecer sistemas de transporte para resfriamento natural que atendam aos requisitos do produto e que também se integrem no layout do prédio ou da linha existente.

À medida que os produtos assados saem do forno, eles são direcionados para um transportador para resfriamento e, durante o tempo que passam no transportador, acontece o processo de transferência de calor do produto para a atmosfera. O resfriamento é uma etapa importante para garantir o resfriamento controlado e a perda de umidade do produto, para que ele resfrie o suficiente para permitir o manuseio e empacotamento seguros. 

Transportador take off
O transportador take off é normalmente colocado após o forno túnel para transferir o produto assado aos transportadores de resfriamento

Produtos como biscoitos, cookies, bolos e crackers geralmente precisam resfriar até a temperatura ambiente após o cozimento. É aconselhável o resfriamento por um tempo adequado para evitar o "checking", que ocorre quando os produtos assados trincam após a retirada do forno, resfriamento e empacotamento. Para evitar o “checking” dos produtos, estes devem ser cuidadosamente resfriadose também deve haver um baixo gradiente de umidade entre as laterais e o centro do forno.

Alguns cookies e biscoitos são muito macios quando saem do forno e pode ser difícil extraí-los da esteira do forno. Para lidar com isso, é aconselhável providenciar um espaço suficiente após o forno que permita o resfriamento natural e o ajuste da estrutura caramelizada dos cookies. Se esse pós-resfriamento não puder ser realizado naturalmente, devido a restrições de espaço, é possível soprar arfiltrado no produto e na parte inferior do transportador para acelerar o processo de resfriamento ou descanso.

Pode ser necessário o uso de lonas curvas e elevadas para alongar o transportador de resfriamento quando o tempo exigido para resfriamento do produto for maior. 

Curva do transportador para resfriamento
Layout típico de sistema de resfriamento com curva
Transportador elevado para resfriamento
Transportador elevado para resfriamento

Os transportadores para resfriamento longos geralmente têm múltiplos pontos de transferência dos biscoitos ou cookies, resultando em múltiplos pontos de transição que aumentam o potencial desalinhamento. Isso pode, por sua vez, reduzir a eficiência geral da linha e causar danos ao produto devido a quedas ou aglomeração. O resfriamento uniforme e o transporte cuidadosamente projetado dos produtos são, portanto, necessários para garantir produtos assados finais da mais alta qualidade. Permitirque os produtos assados resfriem lenta e naturalmente, ajuda a garantir o máximo prazo de validade do produto com total qualidade.