O primeiro ano já foi um passo à frente para a saúde animal: "A ordenha é realizada com mais suavidade e não só melhorou o bem-estar animal, como também a produtividade", diz Ivo Pospíchal, gerente de produção animal, feliz com o aumento do conforto animal da cooperativa Agrodruzstvo Blízkovice. Desde há um ano, a sala de ordenha rotativa GEA DairyProQ totalmente automatizada, a primeira a ser instalada na República Tcheca, está operando na cidade de Moravské Budějovice no Sul da Morávia. A mudança da ordenha convencional utilizando um sistema integrado Alfa Laval com 2 conjuntos de 12 boxes para o sistema de ordenha GEA totalmente automatizado com 28 boxes de ordenha é o núcleo de uma série de medidas que melhoraram as condições em que os animais são mantidos e preparam a operação da cooperativa para o futuro.

Estratégia para melhores condições de acomodação

Composta por várias filiais na região de Znojmo, a cooperativa mantém principalmente gado. Cerca da metade das 1.250 cabeças de gado são vacas leiteiras Holstein, as demais são touros de engorda, touros jovens e gado vermelho malhado da Boêmia. Seus 6.100 hectares de terra cultivada são utilizados para o cultivo de forragens. "Faz sete anos que investimos na pecuária", diz Rudolf Petříček, ao explicar a estratégia que visa otimizar as condições de acomodação a partir do zero. O diretor da cooperativa acrescenta que o estábulo de partos para vacas e o galpão de criação de gado jovem já foram construídos, projetados de acordo com as normas referentes ao conforto dos animais. O mais novo projeto de construção é o free-stall para as 545 vacas leiteiras que representa um salto gigantesco em direção a um maior conforto animal, ao mesmo tempo em que otimiza a eficiência do trabalho.

Free-stall para o "Bem-estar" de 545 vacas leiteiras

"Gostaríamos de continuar a criação, razão pela qual decidimos reestruturar completamente nossa produção de leite", explica Pospíchal. O antigo sistema de estábulos não estava atualizado nem atendia às exigências de hoje. Em contraste, o novo free-stall leva em conta todos os aspectos do bem-estar animal. Muita luz e espaço para caminhar é o que as vacas leiteiras podem esperar no estábulo de cinco filas com piso ripado e o canal de alimentação no interior. O fornecimento contínuo de ar fresco pode ser controlado conforme necessário através de cortinas montadas externamente; os ventiladores garantem um resfriamento agradável nos dias quentes de verão. Em tapetes de borracha em cubículos espaçosos, as vacas encontram áreas de repouso limpas e secas para uma ruminação sem perturbações. Corredores largos simplificam o acesso aos bebedouros e garantem que cada animal encontre um espaço na mesa de alimentação e, assim, o acesso à ração de alimentos frescos. Embora a primeira seção do free-stall já tenha sido ocupada desde 6 de novembro, a nova e completa instalação estará pronta para a mudança em maio do próximo ano.

Conforto da ordenha de alta classe na sala de ordenha

Atmosfera de "bem-estar" desde o free-stall até a sala de ordenha rotativa: Como uma cooperativa agrícola tcheca se torna um modelo a ser seguido

É sabido que somente as vacas que se sentem completamente à vontade podem dar leite de alta qualidade. A cooperativa escolheu a sala de ordenha rotativa automatizada da GEA porque o DairyProQ permite que o clima de "bem-estar" no free-stall se estenda até o box de ordenha. O processo de ordenha calmo e padronizado é ideal para animais que desfrutam de rotinas regulares. Além disso, a tecnologia In-Liner Everything garante um procedimento de ordenha particularmente suave e as condições higiênicas necessárias para a melhor qualidade do leite desde o úbere até o tanque. "Isso significa 'all-in-one-teat' - desde o estímulo à limpeza, pré-ordenha, a ordenha propriamente dita e o dipping - todas essas etapas são realizadas em um único ciclo em cada teto", explica Milan Lněnička da equipe de vendas da GEA para a República Tcheca. Após a ordenha, a função de dipping automática umedece cuidadosamente a pele sensível do teto economicamente com um produto de cuidados, melhorando a resistência do teto e especialmente impedindo a entrada de patógenos no canal do teto durante as horas seguintes no free-stall.

Centro de cuidados da saúde das vacas

A cooperativa também foi conquistada pelas grandes oportunidades de gerenciamento oportuno e fácil da saúde das vacas que o DairyProQ oferece. Cada um dos 28 boxes de ordenha está equipado com um robô de ordenha que identifica a vaca leiteira e prende o copo da teteira aos tetos com a ajuda da tecnologia de câmera 3D. Posteriormente, o caudal de leite é monitorado em cada teto durante a ordenha. Caso surjam anomalias na condutividade, cor, temperatura ou quantidade de leite em qualquer úbere individual, o operador é informado através de notificações de alerta. Graças aos indicadores, uma mastite em formação pode ser detectada em um estágio inicial e o animal envolvido pode ser tratado antes de chegar a um surto clínico da doença. Desta forma, a saúde animal é gerenciada de forma preventiva, minimizando a queda de desempenho e a perda de leite.

Criando um rebanho saudável e vigoroso com o GEA CowScout

Atmosfera de "bem-estar" desde o free-stall até a sala de ordenha rotativa: Como uma cooperativa agrícola tcheca se torna um modelo a ser seguido

Como você controla cada animal em grandes rebanhos? A medição precisa da atividade através do GEA CowScout coloca Ivo Pospíchal e Rudolf Petříček atualizados em termos de tempo de alimentação e de repouso de cada um dos animais. O sistema de monitoramento observa cada animal através de sensores de vacas e cria perfis de movimento enquanto as vacas comem, se deitam ou se movimentam. A partir daí, é possível tirar duas conclusões valiosas: se uma vaca está limitada em sua mobilidade, podem ser tomadas medidas apropriadas e direcionadas. Se ela estiver no cio, será prontamente disponibilizada para inseminação. O moderno rastreador de aptidão física para vacas apoia a cooperativa na construção de um rebanho saudável e ajuda a reduzir consideravelmente os custos de tratamento.

Boa qualidade e desempenho do leite com vacas saudáveis

Após um ano de operação com a ordenha rotativa DairyProQ, a produção diária da cooperativa chegou a 17.000 litros de leite. O moderno e atraente local de trabalho requer apenas um operador para colocar em funcionamento a sala de ordenha rotativa automatizada durante os tempos de ordenha e controlar os dados e as atividades de cada vaca. É por isso que o planejamento da força de trabalho se tornou muito mais fácil, particularmente nos fins de semana e feriados. A grande calma durante a ordenha e os procedimentos descontraídos entre o free-stall, a área de espera com os pastores de vacas GEA e a sala de ordenha rotativa DairyProQ refletem o novo equilíbrio na relação entre homem, animal e tecnologia.

Nosso objetivo era garantir a saúde e o bem-estar de nossas vacas e assim alcançar uma alta produção diária de leite. O equipamento é de última geração e garante a melhor qualidade possível do leite. Após um ano podemos dizer que a sala de ordenha rotativa DairyProQ da GEA fornece exatamente o que esperávamos". - Ivo Pospíchal, Gerente de Produção Animal da cooperativa Agrodruzstvo Blízkovice

Voltar