A procura dos consumidores no mundo todo por propriedades específicas dos produtos, em particular no setor de alimentos, resultou no desenvolvimento de uma ampla gama de produtos lácteos secos, de leite em pó integral instantâneo até ingredientes alimentares especiais.

O setor de fórmulas infantis está crescendo rapidamente e, com o desenvolvimento de mercados emergentes como os da Ásia, a tendência deve continuar. A necessidade de instalações de produção para atender a crescente procura nunca foi mais premente.

Mais pessoas, mais leite

O desenvolvimento do mercado está intimamente ligado ao crescimento econômico dos países, bem como fatores como a urbanização, o aumento da renda per capita e o número crescente de mulheres que trabalham. Um dos principais motores para o crescimento é o desenvolvimento e a expansão da classe média nos países asiáticos, bem como na África e no Oriente Médio. A procura crescente de fórmula infantis na Ásia está sendo atendida pelas principais regiões geográficas produtoras de laticínios, inclusive os EUA, a Europa e a Nova Zelândia. Nesses países, a produção de leite está aumentando, embora a procura nacional permaneça estática e o excesso de leite esteja sendo convertido em leite em pó, que é vendido para todo o mundo e principalmente para a Ásia.

A população asiática no geral está crescendo rapidamente e representa uma classe média mais rica. A vontade dos países produtores de leite de vender seu leite excedente em pó para os países não produtores significa que os produtos que antes eram escassos e inacessíveis para a maioria das pessoas nos países asiáticos estão agora física e financeiramente ao alcance de uma proporção muito maior da população.

"Nós vemos os desafios em curso, a crescente urbanização e o crescimento populacional; nós reconhecemos que mais e mais mulheres estão se unindo à força de trabalho, ganhando um maior nível de renda e, como resultado, maior poder de compra para adquirir suplementos nutricionais para os filhos. Este, por sua vez, cria uma demanda para a fórmula nutricional de alta qualidade para atender às necessidades nutricionais dessas crianças." Claus Siegaard, gerente da unidade de negócios da GEA em Cingapura.

Vietnam and milk infographic

Em paralelo com a importação de produtos lácteos dos principais produtores de laticínios, a Ásia também está passando pelo desenvolvimento de novas indústrias dentro de suas fronteiras. O Vietnã praticamente não tinha nenhuma indústria de laticínios há 20 anos, mas o país está passando por um crescimento anual de cerca de 20% ao ano por mais de duas décadas. Esse crescimento da indústria de laticínios interna resultou em maior emprego dos produtores de leite, operadores de instalações de laticínios e trabalhadores comerciais e de transporte que dirigem uma cadeia de distribuição em todo o país. A indústria nacional também tem um grande impacto a nível social local e nacionalmente.

Os benéficos efeitos em cascata de uma nova indústria

O Vietnã agora dispõe de fazendas de produção de leite de sucesso (com vacas importadas da Austrália/Nova Zelândia/EUA). A indústria de processamento de leite do país também promove e apoia a agricultura familiar (rebanhos de 5 a 50 vacas). Algumas empresas chegaram a configurar operações associadas, tais como clínicas veterinárias, fornecimento de alimentação ou de formação pecuária, e utilizar os principais sistemas de distribuição que envolvem lojas e motoristas locais para ajudar a incentivar e otimizar a produção de leite. A disponibilidade de produtos de formulação e leite importados e nacionais para uma proporção maior da população também impulsionou o consumo. No Vietnã, as pessoas estão consumindo 30 vezes mais leite do que os pais em 1990.

As alterações demográficas estimulam o crescimento do mercado

A China representa outro mercado-chave impulsionador da indústria de fórmulas nutricionais. O país está passando por uma grande migração da população e um número crescente de pessoas se deslocando das zonas rurais para as zonas urbanas, com mais e mais mulheres estão se unindo à força de trabalho (o que também está acontecendo em outros países asiáticos), e os níveis de renda descartáveis estão aumentando proporcionalmente ao aumento dos salários. Estas alterações demográficas estão levando a um aumento da procura por produtos alimentares manufaturados para bebês.

O desenvolvimento industrial e social da China e, em maior ou menor grau, a situação geopolítica local estão, portanto, incentivando os fabricantes a construírem novas fábricas e aumentarem a produção. É obviamente importante para empresas como a GEA seguir essa tendência para reagir rapidamente aos desenvolvimentos em curso. Para isso, precisamos ter representação local e pessoas que entendem os regulamentos chineses, que saibam o que se pode ou não fazer e quem pode se comunicar fluentemente com as empresas locais.

"Novas instalações de produção avançadas tornaram-se uma necessidade, e nós da GEA assumimos o cargo de criar as instalações de última geração mais tecnológicas — de instalações e projetos fundamentais a componentes individuais — para atender a essas necessidades." Claus Siegaard, gerente da unidade de negócios da GEA em Cingapura.

Possuir a responsabilidade

Em última análise, essas regiões de alto crescimento precisam de instalações novas e avançadas de alta eficiência, que possam atingir o tempo de disponibilização para o mercado e eficiências de produção que atendam aos mais altos padrões de fórmula nutricional de qualidade, para atender às necessidades nutricionais das crianças.

"Então, onde é que GEA se encaixa? Somos fornecedores de tecnologias de classe mundial que melhoram a economia de leite em pó, tais como instalações de secagem por atomização. Além disso, nós também fornecemos o equipamento para reidratar o leite em pó importado de volta para o leite para consumo local ou um concentrado de leite, usado então para fazer sorvetes, iogurtes ou fórmulas infantis, por exemplo. E, evidentemente, o leite em pó seco também fica muito mais barato para transporte, proporcionando um outro benefício comercial. Nossa motivação e talvez a nossa função são continuar a desenvolver os melhores métodos para processar o leite para o benefício de fornecedores e usuários finais." Eric Bryars, diretor de gerenciamento na GEA de Cingapura.

Isso coloca uma responsabilidade enorme sobre os produtores de fórmula nutricional e sobre os fornecedores de tecnologia de produção, instalações e equipamentos. A GEA e outros fornecedores de processos e matérias-primas precisam possuir essa responsabilidade e se comprometer a fornecer qualidade de última geração em nossas instalações e equipamentos e disponibilizar as tecnologias exaustivamente testadas abrangendo todos os aspectos da produção, da recepção, padronização, evaporação e secagem do leite e dos ingredientes ao manuseio e embalagem do pó. O objetivo primordial é assegurar uma produção segura, de baixo custo, higiênica e ambientalmente sustentável. Esse compromisso da GEA significa que nós realmente podemos reivindicar para fornecer uma "engenharia por um mundo melhor".

Ir para cima
Voltar