Os sistemas de vácuo são componentes críticos para uma refinaria. O novo design do ejetor da GEA com menor consumo de vapor permite reduções nos custos de operação das colunas de vácuo.

O consumo a vapor é um indicador essencial de sucesso de operação de plantas petroquímicas uma vez que os custos de energia estão subindo há décadas. Na Europa, quase todas as grandes empresas petroquímicas tentam reduzir os seus custos de operação, operando com a coluna de destilação em baixo vácuo e reduzindo o consumo de vapor nas suas unidades.

A GEA oferece sistemas de vácuo eficientes e investe tempo e capital em sua bancada de teste de P&D em Karlsruhe, examinando quase todos os ejetores que são fabricados. Estes resultados em uma enorme base de dados permite que a GEA melhore a concepção mecânica dos ejetores em termos de menor consumo de vapor.

A GEA verificou em vários estudos de recuperação de unidades de vácuo existente que:

  • ao usar os ejetores da GEA as condições de consumo melhoraram, apesar de os condensadores existentes estarem em outro uso.
  • O novo design do ejetor permite economia em custos de operação e alcançam um tempo de retorno do investimento inferior a 2 anos.
  • a redução significativa de vapor e, assim, as emissões de CO 2 muitas vezes permitem um financiamento inteligente da renovação.

A GEA recebeu recentemente um pedido para renovar uma unidade de vácuo existente em uma refinaria espanhola, porque foram alcançadas reduções significativas de consumo de vapor.

Voltar