Tendo colaborado com sucesso no passado para desenvolver instalações farmacêuticas, incluindo a maior fábrica do mundo totalmente automatizada, para a produção de xaropes e suspensões, a GEA foi a primeira escolha de fornecedor da solução de fonte única, quando o diretor-geral da Julphar (Gulf Pharmaceutical Industries), o fabricante de insulina com base nos Emirados Árabes Unidos (EAU) e uma das maiores empresas farmacêuticas do Oriente Médio, quis discutir um novo projeto.

Classe Mundial em uma Escala Global

A nova instalação de $136 milhões em Ras Al Khaimah nos Emirados Árabes Unidos (EAU) seria uma das maiores fábricas biotecnológicas no mundo para a produção de cristais de insulina humana recombinante. Ela teria um espaço de 20.000 metros quadrados, incluindo 5.000 metros quadrados de salas limpas, e cerca de 17 km de tubulação limpa. Tratava-se verdadeiramente de um grande projeto que, quando concluído, iria produzir 1.500 kg de insulina por ano.

No outono de 2006, a GEA iniciou o trabalho nos conceitos iniciais e nos cálculos de orçamento. Em 2007, a empresa trabalhou no dimensionamento dos sistemas desde os níveis de laboratório até os de produção e determinou parâmetros processuais importantes que serviriam como uma base para a seleção dos equipamentos do processo. Em 2009, todos os planos e a engenharia para a fábrica de produção estavam concluídos. O projeto era para proporcionar todos os sistemas de utilitários limpos e para gerenciar a integração do processo, incluindo a fermentação, a colheita, a cromatografia, a filtração e a liofilização.

Ralph Schulze, Diretor da Pharma e Biotechnology da GEA, observou: “No outono de 2010, nós começamos a trabalhar no local. Nós tivemos que gerenciar cuidadosamente uma equipe de 100 engenheiros e instaladores, e ser muito flexível; algumas áreas de processo tinham que ser otimizadas e modificadas para atender a requisitos específicos. Pelo final de 2011, o trabalho principal estava concluído". Com uma excelente cooperação da equipe técnica da Julphar, o projeto foi concluído com sucesso. “Nós fomos capazes de concluir o projeto em um período de tempo muito curto devido ao nosso relacionamento de trabalho anterior", disse Schulze. 

Forte Colaboração

Ralph Schulze, Diretor da Pharma e Biotechnology da GEA, observou: “No outono de 2010, nós começamos a trabalhar no local. Nós tivemos que gerenciar cuidadosamente uma equipe de 100 engenheiros e instaladores, e ser muito flexível; algumas áreas de processo tinham que ser otimizadas e modificadas para atender a requisitos específicos. Pelo final de 2011, o trabalho principal estava concluído". Com uma excelente cooperação da equipe técnica da Julphar, o projeto foi concluído com sucesso. “Nós fomos capazes de concluir o projeto em um período de tempo muito curto devido ao nosso relacionamento de trabalho anterior", disse Schulze.

Voltar