Por vários motivos, incluindo extensões de patentes, as novas empresas farmacêuticas de marketing e desenvolvimentos terapêuticos estão aumentando o desenvolvimento de comprimidos de camada dupla.

Fabricação de comprimidos de camada dupla

Para reduzir o investimento de capital, as prensas de comprimido modificadas são usadas para desenvolver e produzir esses tabletes; entretanto, para fabricar os tabletes de camada dupla de qualidade e superar problemas com a separação de camadas, dureza insuficiente, controle de peso individual impreciso, contaminação cruzada entre as camadas, rendimento reduzido, entre outros, o processo deve ser feito com equipamentos especificamente criados. Usar uma prensa de comprimido modificada pode ser a melhor maneira de produzir comprimidos de camada dupla de qualidade, sob condições de boas práticas de fabricação, especialmente quando um alto rendimento de produção também for necessário. A fabricação de comprimidos de camada dupla com uma prensa padrão pode ser difícil. A maioria das prensas de comprimido de face dupla com controle e produção automática são limitadas, devido ao uso de força de compressão para monitorar e controlar o peso do comprimido: a separação de duas camadas individuais é frequentemente um problema – uma consequência de ligação insuficiente entre as duas camadas durante a compressão final. É essencial medir o peso de cada camada para garantir o perfil de fornecimento correto do medicamento; entretanto, a maioria das prensas de comprimido somente pode avaliar com precisão o peso quando uma alta força for aplicada. Altas forças resultam em comprimidos densos que são de difíceis unir em conjunto, tornando a separação de camadas, ou clivagem, quase inevitável.

Tecnologia de compressão da GEA

Compressão de comprimidos de tecnologia farmacêutica
Prensa de comprimido GEA MODUL™

As prensas de comprimido de face dupla da GEA foram projetadas e desenvolvidas especificamente para a produção de comprimidos de camada dupla de qualidade e fornecem

  • o monitoramento/controle de peso de deslocamento para controle de peso preciso e independente de camadas individuais 
  • a baixa força de compressão exercida na primeira camada para evitar o nivelamento e a separação das duas camadas
  • o maior tempo de pausa na pré-compressão da primeira e segunda camadas, a fim de oferecer a dureza suficiente na velocidade máxima da torre
  • prevenção máxima contra contaminação cruzada entre duas camadas
  • uma separação visual nítida entre as duas camadas
  • rendimento maximizado.

O processo da GEA usa a altura do comprimido na pré-compressão para calcular o peso, não a força aplicada. Isso significa que o peso pode ser calculado com precisão em baixas forças de compressão, deixando que a união das duas camadas e o controle de densidade sejam obtidos na compressão principal.

Como é feito

O método exclusivo da GEA é simples e eficiente. Ele usa o sistema de controle duplo derivado do compensador de ar para medir a altura (e, portanto, o peso) da primeira camada na pré-compressão. A força de compressão principal da primeira camada permanece relativamente baixa. Em seguida, a segunda camada é preenchida em cima da primeira camada e a altura é medida da mesma maneira na pré-compressão. A compressão principal da segunda camada une as camadas e mede a força aplicada para calcular a dureza de cada comprimido de camada dupla. Este processo fornece um controle de peso muito preciso de cada camada, garante a união ideal e proporciona a dureza consistente necessária. A produção de comprimido de camada dupla usando este método exclusivo está disponível somente na prensa de tablete GEA MODUL™ D.

Benefícios

  • Controle de peso preciso para ambas as camadas na pré-compressão
  • União eficiente
  • Controle de dureza do comprimido preciso na compressão principal.

Voltar