O E-Scrub revoluciona a pintura de automóveis

No início da década de 1990, a maioria das nossas estradas era povoada por cores claras e marcantes. Essa tendência foi então substituída pelo cinza-prata e preto. A tendência de cor mais recente tem sido o branco, representando pureza e honestidade. A última tendência agora é o marrom e tons opacos. Espera-se que as cores se tornem ainda mais brilhantes no decorrer dos próximos anos, de acordo com pesquisadores de tendências, e o visual retrô de 1970 pode reaparecer.

Independentemente da cor utilizada, todos os automóveis precisam ser pintados. E, em geral, isso é realizado em linhas de revestimento de automóveis de um dos dois principais produtores de instalações de pintura do mundo. A Eisenmann, com sede em Böblingen e Holzgerlingen, bem como suas filiais em todo o mundo, é um desses dois principais produtores. Com o E-Scrub, o principal fornecedor de sistemas internacionais desenvolveu agora um processo de separação que está revolucionando a aplicação de pintura de automóveis.

Eletrostática em vez de uma parede de água

Em soluções tradicionais, os automóveis são pintados por pulverização da "sobreaplicação": a tinta que é pulverizada após a funilaria e depositada contra uma parede de água. Essa água é submetida a coagulação e dissolução química e é tratada com filtros ou Decanteres em um sistema de reciclagem. A alta entrada de energia é uma grande desvantagem desse método. Dependendo do processo de aplicação de tinta e do formato do veículo, a sobreaplicação representa cerca de 25% a 35% de toda a tinta. Trata-se de uma quantidade considerável. 

Com o E-Scrub, a Eisenman AG desenvolveu um sistema de separação eletrostática para sistemas de aplicação de tinta fresca como uma alternativa altamente eficiente aos princípios tradicionais de separação. Dessa maneira, é possível reduzir as emissões de CO2, diminuindo a necessidade de energia. O consumo de água também diminui em até 86%, enquanto o consumo de substâncias químicas é reduzido em cerca de 75%. No entanto, as principais economias são obtidas em termos de consumo de energia, que é reduzida em até 75%. As emissões de partículas também podem ser reduzidas por um fator de 35.

O processo: o sistema de separação eletrostática com sobreaplicação a seco está localizado embaixo de uma grade na cabine de pulverização. Os módulos de separação consistem em fios de alta tensão e placas separadoras, revestidos com uma película fina de agente de separação. Os fios de alta tensão ionizam as moléculas de ar no ambiente. As partículas de tinta aderem essa carga enquanto passam e são então atraídas pela placa de separação aterrada. É lá que as partículas de tinta são ligadas e descoladas pelo agente de separação. Em seguida, o agente de separação, juntamente com a sobreaplicação, flui para um tanque temporário.

Solução de separação centrífuga para o valioso líquido de separação

E é justamente neste ponto que a tecnologia GEA é usada. Isso porque o processo que separa o valioso líquido de separação das partículas de tinta exige uma solução de separação de alta tecnologia. Portanto, a Eisenmann juntamente com a GEA acordou a longo prazo parceria para o desenvolvimento do processo. Em primeiro lugar, a GEA projetou um Decanter especialmente modificado com capacidade de um metro cúbico por hora para a instalação de demonstração e em escala de laboratório da Eisenman em Böblingen. A Eisenmann ficou extremamente satisfeita com a implementação da engenharia de processos, com a alta eficiência de separação que foi obtida e também com a operação confiável

Após o comissionamento bem-sucedido da instalação, o fabricante recebeu sua primeira encomenda de grande porte para o uso do E-Scrub em uma conhecida montadora alemã, na qual dois Decanteres estavam integrados. Esses Decanteres asseguram que o agente de separação permaneça em um nível estável, reciclado pode ser pulverizado sobre as placas de separação – para o próximo automóvel. A sobreaplicação a seco que é descarregada como um sólido pelo Decanter, pode ser descartada apropriadamente. Nesse sentido, a combinação do E-Scrub e dos Decanteres significa que, no futuro, os veículos poderão ser pintados de forma muito mais eficiente em termos de energia e, portanto, de uma maneira mais eficaz e, ao mesmo tempo, muito mais favorável ao meio ambiente, com as cores mais brilhantes.

Voltar