Linha de produção de manteiga

Visão geral

Desde que o Dr. Fritz inventou a batedeira contínua de manteiga em 1941, a GEA tem desenvolvido continuamente este processo. Inicialmente apenas quantidades relativamente pequenas de creme podiam ser processadas em manteiga, as gerações seguintes até as máquinas atuais de processamento de manteiga do tipo BUE foram projetadas para a produção em escala industrial. As linhas de processamento da GEA são soluções completas e, além da máquina de fazer manteiga, incluem todos os outros componentes necessários para a produção de manteiga de alta qualidade - desde os tanques até a unidade de pasteurização para a máquina de fazer manteiga, incluindo todos os elementos de controle e a tubulação completa. Com exceção da máquina de envase, todos os módulos do processo derivam de uma única fonte. Isto significa interfaces reduzidas, excelente compatibilidade e mais confiabilidade.

O coração da produção de manteiga: a batedeira contínua de manteiga

A produção da manteiga, isto é, a transformação do creme em manteiga, é efetuada invertendo a emulsão de óleo em água em uma emulsão de água em óleo. Para obter esta inversão de fase, os glóbulos de gordura têm que ser mecanicamente decompostos com a incorporação de ar.

Os glóbulos de gordura estão envoltos por uma membrana consitente de fosfolipídios, proteínas, enzimas, água com hidratos, bem como cobre e íons de ferro, impedindo que a gordura se incorpore no leite cru.

A destruição desta membrana libera a gordura em frações líquidas e cristalinas. As frações líquidas se combinam e formam os chamados aglomerados de gordura que também são conhecidos como grânulos de manteiga. Os grânulos de manteiga flutuam na fase aquosa chamada de leitelho, este é separado pela máquina, resfriado e usado como um subproduto de alto valor.

O processo ideal para cada manteiga

Manteiga

As linhas de processamento da GEA podem ser usadas para produzir manteiga doce, láctica e manteiga azeda que são obtidos a partir do creme doce ou azedo. A integração de elementos adicionais, a produção em série de misturas de gorduras com baixo teor de gordura, com aditivos de gordura vegetal ou mesmo com um teor reduzido de SNF (sólidos, não-gordurosos). A medida que mais e mais consumidores seguem em busca de uma dieta de baixo teor de gordura, o mercado de gorduras mistas modificadas tende a aumentar. 

Sejam produtos tradicionais ou modificadas, as linhas de processamento da GEA permitem que todos os tipos sejam produzidos com uma qualidade altamente consistente. A solução completa é contempla um sistema CIP (limpeza no local) para limpar o sistema de forma simples e ao mesmo tempo confiável. Este sistema CIP é constituído por um tanque de água quente, um tanque para lavagem especial com soda cáustica, juntamente com as válvulas necessárias e um sistema de aquecimento com as bombas correspondentes.