Tecnologia de controle de emissões Secador tipo Spray para Absorção (SDA)

Os secadores tipo spray para absorção facilitam a remoção de poluentes ácidos, metais pesados e pó de gases de emissão em usinas de geração de energia movidas a combustíveis fósseis, incineradores de resíduos e instalações industriais.

O processo de Absorção por Atomização — um processo de dessulfurização e limpeza de gás de combustão semisseco — facilita uma reação que transforma eficientemente poluentes como SO2, SO3, HCl, Hg e dioxinas em um absorvente de cal extinta Ca(OH)2 para formar um produto estável em pó seco fácil de transportar e armazenar.

Benefícios

Planta SDA 1200x675

A absorção por atomização — uso exclusivo da tecnologia de secagem por atomização para absorção de gás-ácido — foi originalmente inventada pela GEA na década de 1970. Desde então, passou por uma otimização e um desenvolvimento contínuos para cumprir requisitos e condições em constante mudança. Por isso, o processo se estabeleceu como uma tecnologia eficiente, versátil e extensivamente testada. Todo processo de Absorção por Atomização é personalizado para satisfazer aos requisitos do cliente e à legislação ambiental aplicável. Os absorvedores apresentam recursos com melhoria comprovados, tais como controle de pico e injeção de carbono ativado, que foram projetados para garantir baixas emissões de mercúrio e dioxina.

Benefícios
• Alta eficiência em remoção de gás ácido
• Baixos custos de capital, operacionais e de manutenção
• Baixo consumo de energia e de água — funciona com água de baixa qualidade
• Alta disponibilidade na instalação

Processo de Absorção por Atomização

Atomizador rotativo SDA 1200x675

A Absorção por Atomização é um processo de dessulfurização semisseca do gás de combustão. O processo usa cal extinta Ca(OH)2 como absorvente para gerar um produto final estável e seco que consista principalmente em cinzas volantes e diversos compostos de cálcio.

O gás de combustão quente e não tratado é introduzido no módulo do absorvedor por meio dos dispersadores de gás de combustão e consequentemente entre em contato com um absorvente altamente reativo que é atomizado pelo atomizador rotativo. O contato eficiente entre o gás de combustão e o absorvente permite uma rápida transferência de massa de componentes ácidos do gás de combustão para o absorvente alcalino. O absorvente neutraliza o ácido absorvido (SO2 + Ca(OH)2 -> CaSO3/CaSO4 + H2O). Enquanto essa reação acontece, a água evapora e forma-se um pó seco. Uma fração do pó seco se deposita no fundo da câmara do absorvedor e é descartada, ao passo que a parte principal é transportada para o coletor de pó posterior enquanto o gás de combustão resfriado sai da câmara. O gás de combustão — agora limpo — passa do coletor de pó para a chaminé sem reaquecer.

 
Pessoal SDA 1200x675

O Ca(OH)2 — seja ele comprado como cal extinta ou, mais frequente e economicamente, preparado no local a partir de cal viva CaO — é bombeado de um reservatório para o atomizador rotativo. Depois da separação, o pó é transportado para uma instalação de armazenagem de produto final ou reciclado no processo para melhorar a utilização do absorvente em excesso. O produto final do processo é um pó seco e estável. Esse pó é usado em todo o mundo principalmente na construção de estradas e para outras finalidades na indústria da construção.

A tecnologia de Absorção por Atomização tem um desempenho excelente para a absorção — não somente de poluentes primários como o SO2 e o HCl. Devido ao absorvente finamente atomizado no fluxo de gás de combustão e à subsequente remoção de pó, poluentes como o SO3, o HF, etc. serão removidos quase que completamente. Isso facilita o uso de aço carbono como material de construção em todo o percurso do gás de combustão. Ainda há mais dois benefícios: Em primeiro lugar, o processo permite o uso de água de processamento de baixa qualidade, como águas residuais ou até água do mar. Por último, o processo não gera nenhuma água residual — não há, portanto, nenhum tratamento ou processamento posterior de água residual.

Mais de 200 referências
No mundo todo, mais de 200 instalações de Secadores tipo Spray com Absorção estão instaladas em usinas de energia, siderúrgicas, incineradoras de resíduos e instalações que incineram resíduos perigosos. Todas elas apresentam um traço em comum: Funcionam de acordo com as estipulações de desempenho necessárias de acordo com os requisitos das autoridades locais ou de forma ainda mais exigente. As primeiras instalações, da década de 1980, funcionam até hoje de forma satisfatória e eficaz.

• Total de instalações construídas: > 200
• Total de absorvedores: > 350
• Total de atomizadores: > 450
• Processo instalado em usinas de capacidade de aproximadamente 25.000 MWe e 4.300 MWt
• Processo instalado em mais de 160 linhas de incineração no mundo todo
• Processo instalado em mais de 10.000 m² de banda de sinterização no mundo todo

Contato

Como podemos ajudá-lo?

O Secador tipo Spray para Absorção — o Atomizador Rotativo, o Dispersor de Gás e a Câmara do Absorvedor — é o núcleo do processo de Absorção por Atomização.

Desde o primeiro projeto d Secador tipo Spray para Absorção, o processo e seus componentes principais passaram por diversas melhorias — e continuaremos a fazê-las.

Atomizador Rotativo

Componentes principais da roda atomizadora SDA
Roda atomizadora

O atomizador rotativo é o elemento principal do Secador tipo Spray para Absorção. Esse equipamento alimenta o líquido absorvente na roda atomizadora que gira a cerca de 10 mil RPM para atomizar o líquido absorvente no gás de combustão. Expulsando o líquido para fora, a roda gira em alta velocidade e pulveriza o líquido em uma névoa atomizada de gotículas incrivelmente pequenas (inferiores a 50 µm) com imensas áreas de superfície.

Usando tipos especiais de aço inoxidável, as conexões da roda e a roda de atomização resistentes à abrasão, os atomizadores rotativos aplicados aos secadores tipo spray para absorção — tipos F-100, F-360, F-800 e F-1000 — foram modificados para resistir aos ambientes frequentemente agressivos e aos absorventes abrasivos.

A estrutura do atomizador rotativo consiste em uma peça superior e outra inferior, separadas por uma chapa de sustentação central. A parte superior comporta a caixa de engrenagens e o sistema de lubrificação em conjunto com o cárter de óleo superior. O atomizador é alimentado por um motor de flange localizado acima da caixa de engrenagens. Uma conexão flexível transmite a tração do motor para o eixo de entrada da caixa de engrenagens. A parte inferior do atomizador, a qual está exposta ao meio aquecido dentro da câmara do absorvedor, consiste principalmente em um fuso flexível, rolamentos do fuso, uma tubulação de alimentação e descarga, distribuidor de líquido e a roda do atomizador. Devido à resistência à abrasão dos produtos, as peças do atomizador e a roda do atomizador são fabricadas com materiais cerâmicos. Como essas peças são expostas a muito desgaste na alimentação de absorvente, elas são substituíveis.

Dispersadores de gás

Os dispersadores de gás servem para otimizar a distribuição do gás de combustão dentro da câmara do absorvedor, facilitando o contato ideal entre o gás de combustão e as gotículas atomizadas da alimentação de absorvente. O dispersor de gás padrão, tipo DGA, é um dispersor de gás de teto com pás guias ajustáveis. É usado para gás de combustão com pouco conteúdo de abrasivo ou de cinza volátil pegajosa. Para gases de combustão que contenham altas concentrações de cinza volátil abrasiva, usa-se o dispersor de gás resistente à erosão tipo DGR. Esse dispersor de gás é usado em muitos secadores/absorvedores aplicados a usinas de incineração de resíduos municipais.

Os dispersadores de gás composto são usados para volumes de gás de combustão iguais ou superiores a 400.000 Nm³/h. Aqui, o gás de combustão é dividido em dois fluxos, em que cerca de 60% entrará no dispersor de gás no teto e o gás de combustão restante entrará pelo dispersor de gás central. Essa configuração é usada frequentemente em usinas de energia e de sinterização. A maioria dos dispersadores de gás é de aço carbono.

 

Câmara do Secador tipo Spray para Absorção

Geralmente feito de aço carbono, a câmara do Secador tem uma construção cilíndrica com fundo cônico. O gás de combustão entra na câmera pelos dispersores de gás e sai por um duto de saída localizado no fundo cônico. O Atomizador Rotativo fica instalado no centro da câmara, circulado pela saída do dispersor de gás, permitindo que o gás se misture com a alimentação de pasta fluida e absorvente. O dispersor de gás central fica diretamente abaixo do atomizador, o que facilita uma elevação na névoa do atomizador para aumentar o contato entre gás e líquido.

O tamanho da câmara depende da quantidade e das propriedades do gás de combustão, e a forma variará conforme o tipo de dispersor de gás. A saída de partículas maiores se localiza no fundo do cone do absorvedor.

A GEA desenvolve e otimiza constantemente o desenho e o tamanho da câmara do secador e do dispersor de gás. Nós atualmente fornecemos plantas com a capacidade de tratar mais de 2.000.000 Nm³/h numa só câmara de absorvedor e ainda perseveramos para projetar um SDA que comporte cargas de gás ainda maiores.

Contato

Como podemos ajudá-lo?

Com uma parte considerável dos custos de uma usina elétrica vinculada ao controle de emissões, as tecnologias certas não só amortecem os impactos ambientais como também trazem mais vantagens competitivas.

O Secador tipo Spray para Absorção é um modo versátil de limpar os gases de combustão pela remoção de gases ácidos e particulados gerados pela queima de combustíveis fósseis, principalmente o carvão. Por causa da presença de grandes volumes de gases de combustão, as instalações das usinas elétricas frequentemente têm mais de um Secador tipo Spray para Absorção. Um dispersor de gás composto garante um fluxo de gás ideal mesmo em grandes volumes. O tamanho considerável da planta e os volumes de gás normalmente favorecem a reciclagem do produto final, permitindo um funcionamento em temperaturas de saída baixas, não mais que 10 a 15°C acima da temperatura de saturação adiabática.

usina de energia a carvão SDA 1200x675

O produto final do Secador tipo Spray para Absorção consiste nos produtos da reação, no excesso de absorvente e cinza volátil. A proporção SO2:HCl do gás de admissão é alta, permitindo assim que a operação fique próxima à temperatura de saturação adiabática e minimizando o conteúdo de cal no produto final. O secador tipo spray para absorção pode chegar a altas taxas de dessulfurização, limitada praticamente só pelo conteúdo aceito de cal no produto final.

Quando se trata de quantidade e composição de gás, as alterações normais na operação do gerador de gás de combustão são geralmente tão sutis que é possível controlar as temperaturas de saída e as emissões simplesmente com a mistura dos fluxos de alimentação de absorvente e da pasta líquida (ou água) de reciclagem no tanque superior. Em larga extensão, o absorvente usado em aplicações de usinas elétricas é adquirido e armazenado como CaO e abrandado no local.

(inserir animação)

 
Usina elétrica SDA 1200x675

O gás de combustão quente e não tratado é introduzido no módulo do absorvedor por meio de dispersadores de gás para uma distribuição de fluxo de gás ideal. O contato com o absorvente é obtido através do spray do atomizador rotativo O contato eficiente entre o gás e a pasta líquida do absorvente atomizado permite a rápida transferência de massa de compostos ácidos que ocorrem durante o processo do estado gasoso em um estado líquido.

O absorvente alcalino neutraliza o ácido absorvido, e o produto de reação desejado é gerado por evaporação simultânea de água. Uma fração do produto final seco se deposita no fundo da câmara do absorvedor, da qual será descartada, ao passo que a parte principal é transportada para o coletor de pó em conjunto com o gás de combustão resfriado e removida desse gás. O gás de combustão limpo passa do coletor de pó para a chaminé sem reaquecer.

Seguindo a reação química da absorção do componente ácido e da secagem final, o produto final em pó é separado do estado gasoso e transportado para uma instalação de armazenagem de produto final ou reciclado no processo de SDA para melhorar a utilização do absorvente em excesso. A definição ou não se o projeto de uma planta SDA deve ser um sistema de passagem única ou a incorporação de um sistema de reciclagem dependerá da qualidade do gás de admissão e dos requisitos de emissões.

Contato

Como podemos ajudá-lo?

O Secador tipo Spray para Absorção é a solução ideal para remover pó e exaustão de gás ácido de usinas de sinterização.

O processo de Secagem tipo Spray para Absorção é um modo versátil de limpar os gases de combustão e de saída pela remoção de gases ácidos e particulados. As instalações do Secador tipo Spray para Absorção para usinas de sinterização combinam os recursos das instalações de incineração de resíduo e para geração de energia. Os volumes de gás de combustão são normalmente altos e, por isso, exigem que a instalação conte com grandes módulos absorvedores. Mas, frequentemente, os teores de ácido serão relativamente baixos, o que permitirá o uso de sistemas de passagem única.

imagem sinterização SDA 1200x675

As variações da qualidade do gás podem ocorrer de forma relativamente rápida e, portanto, o sistema de controle deve ser projetado para agir de acordo. Em larga extensão, o absorvente usado em aplicações de usinas de sinterização será adquirido e armazenado como CaO e abrandado no local posteriormente. Os Atomizadores Rotativos usados em usinas de sinterização geralmente são o F-360, o F-800 e o F-1000, equipados com rodas e peças centrais de aço inoxidável.

(inserir animação)

O gás de combustão quente e não tratado é introduzido no módulo do absorvedor por meio de dispersadores de gás para uma distribuição de fluxo de gás ideal. O contato com o absorvente é obtido através do spray do atomizador rotativo. O contato eficiente entre o gás e a pasta líquida do absorvente atomizado permite a rápida transferência de massa de compostos ácidos do estado gasoso em um estado líquido.

 
Sala de controle SDA 1200x675

O absorvente alcalino neutraliza o ácido absorvido e o produto dessa reação se forma enquanto a água evapora simultaneamente. Uma fração do produto final seco se deposita no fundo da câmara do absorvedor, da qual será descartada, ao passo que a parte principal é transportada para o coletor de pó em conjunto com o gás de combustão resfriado e removida desse gás. O gás de combustão limpo passa do coletor de pó para a chaminé sem reaquecer.

Seguindo a absorção do componente ácido, reação química, e a secagem final, o produto final em pó é separado do estado gasoso e transportado para uma instalação de armazenagem de produto final ou reutilizado no Secador tipo Spray para Absorção a fim de melhorar a utilização do absorvente em excesso. A utilização ou não de um sistema de passagem única ou a incorporação de um sistema de reciclagem dependerá da qualidade do gás de admissão e dos requisitos de emissões.

Contato

Como podemos ajudá-lo?

O Secador tipo Spray para Absorção é um meio de cumprir os regulamentos exigentes de emissões que se aplicam às usinas de incineração de resíduos.

As aplicações em incineradores de resíduos geralmente se caracterizam por baixas quantidades de gás, por isso o absorvedor é construído somente com um dispersor de gás de teto. O tamanho pequeno da planta e a composição do teor de ácido geralmente favorecem projetos de passagem única. Os atomizadores rotativos empregados em usinas de incineração de resíduos, SDAs, normalmente são do tipo F-100, equipados com rodas de Hastelloy.

Imagem de resíduos SDA 1200x675

O alto teor de HCl no gás gera uma temperatura consideravelmente mais alta do gás de alimentação que as vistas em aplicações de usinas elétricas. Consequentemente, os produtos finais se comportarão de forma diferente. Além do mais, o conteúdo de umidade e de O2 do gás de resíduo é superior. As propriedades de secagem do absorvedor, o alto teor de cloreto no produto final, o modo de passagem única, etc., exigem um desenho com um tempo de retenção maior na câmara do absorvedor e, portanto, as unidades são operadas em altas temperaturas de saída.

É possível incorporar um sistema de controle de pico no projeto para melhorar a capacidade do sistema do Secador Tipo Spray para Absorção lidar com variações extremas nas condições de admissão. Com esse recurso, um absorvedor seco, Ca(OH)2 em pó, é soprado diretamente no fluxo de gás de combustão. É possível usar também um sistema adsorvente baseado na injeção de carbono ativado pulverizado para limitar eficientemente a emissão de mercúrio e dioxinas, especialmente. O absorvente usado em aplicações de incineração de resíduos pode ser CaO e Ca(OH)2 dependendo dos fornecimentos e custos locais.

(inserir animação)

 
Processadora de resíduos SDA 1200x675

O gás de combustão quente e não tratado é introduzido no módulo do absorvedor por meio dos dispersadores de gás no teto para uma distribuição de fluxo de gás ideal. O contato com o absorvente é obtido pelo spray do atomizador rotativo. O contato eficiente entre o gás e a pasta líquida do absorvente atomizado permite a rápida transferência de massa de compostos ácidos do estado gasoso em um estado líquido.

O absorvente alcalino neutraliza o ácido absorvido para chegar ao produto de reação desejado. Simultaneamente a essa reação, a água é evaporada e forma-se um pó seco. Uma fração do pó seco se deposita no fundo da câmara do absorvedor e é descartada, ao passo que a parte principal é transportada para o coletor de pó posterior em conjunto com o gás de combustão resfriado e removida desse gás. O gás de combustão limpo passa do coletor de pó para a chaminé sem reaquecer.

Depois da reação química, o início da absorção dos componentes ácidos e da secagem final, o produto final em pó é separado do estado gasoso e transportado para uma instalação de armazenagem de produto final. Para a remoção eficiente de dioxinas e de mercúrio do gás, também se injeta carvão ativado pulverizado no fluxo de gás. O sistema de controle de pico, baseado na injeção de cal hidratada no fluxo de gás, também pode ser incorporado em projetos destinados ao rápido controle de variações substanciais na qualidade do gás de admissão. A maioria das unidades de incineração de resíduos com Secador Tipo Spray para Absorção são projetadas como sistemas de passagem única.

Contato

Como podemos ajudá-lo?