Tecnologia de cristalização Planta de cristalização a frio

A cristalização a frio por suspensão é a alternativa eficiente de purificação

Plantas para cristalização a frio na indústria química

Descrição do processo

Instalação de DB Acetonitrila 3

A configuração típica para um sistema de cristalização a frio baseado na suspensão é mostrada no esquema. O produto bruto é resfriado nos cristalizadores de superfície raspada. Esses cristalizadores podem ser do tipo trocador ou do tipo recipiente, dependendo da aplicação específica. O cristalizador produz cristais do produto puro e por isso concentra as impurezas na solução-mãe restante. Os cristais são então separados da solução-mãe rica em impurezas produzindo uma corrente de produto puro e uma corrente de rejeito. O rejeito contém as impurezas concentradas, mas também produtos rentáveis que podem ser recuperados, dependendo da aplicação específica.

Cada cristal individual permanece suspenso na solução-mãe e é deixado para aumentar o seu tamanho no líquido. Com bilhões de cristais por metro cúbico, a superfície de crescimento pode alcançar de 5.000 a 10.000 m² por m³ de volume. Esta enorme superfície de crescimento permite taxas de crescimento quase ideais que resultam em cristais puros característicos esperados no processo de cristalização eutética.

Uma vez que todas as impurezas estejam na solução-mãe, é muito importante remover todo esse líquido do exterior dos cristais. A suspensão do cristalizador é bombeada para uma coluna de lavagem, onde os cristais puros são separados e, em seguida, lavados para remover qualquer solução-mãe remanescente. A ação eficiente de lavagem oferecida na coluna de lavagem é inigualável por qualquer outro dispositivo de separação de sólidos/líquidos. Os cristais puros de produto são então derretidos e descarregados do sistema.

Os cristalizadores baseados em suspensão produzem cristais puros. As colunas de lavagem podem efetivamente remover toda a água-mãe e, assim, produzir produto de pureza ultra-elevada.

Aplicações industriais
Capacidades que variam de 10 kg/h até 50.000 kg/h de produto

 

Contato

Como podemos ajudá-lo?

Como funciona

Princípios da cristalização a frio

Como funciona

Diagrama de Blocos da Coluna de Lavagem

A configuração típica para um sistema de cristalização a frio baseado na suspensão é mostrada no esquema. O produto bruto é resfriado nos cristalizadores de superfície raspada. Esses cristalizadores podem ser do tipo trocador ou do tipo recipiente, dependendo da aplicação específica. O cristalizador produz cristais do produto puro e por isso concentra as impurezas na solução-mãe restante. Os cristais são então separados da solução-mãe rica em impurezas produzindo uma corrente de produto puro e uma corrente de rejeito. O rejeito contém as impurezas concentradas, mas também produtos rentáveis que podem ser recuperados, dependendo da aplicação específica.

Cada cristal individual permanece suspenso na solução-mãe e é deixado para aumentar o seu tamanho no líquido. Com bilhões de cristais por metro cúbico, a superfície de crescimento pode alcançar de 5.000 a 10.000 m² por m³ de volume. Esta enorme superfície de crescimento permite taxas de crescimento quase ideais que resultam em cristais puros característicos esperados no processo de cristalização eutética.

Uma vez que todas as impurezas estejam na solução-mãe, é muito importante remover todo esse líquido do exterior dos cristais. A suspensão do cristalizador é bombeada para uma coluna de lavagem, onde os cristais puros são separados e, em seguida, lavados para remover qualquer solução-mãe remanescente. A ação eficiente de lavagem oferecida na coluna de lavagem é inigualável por qualquer outro dispositivo de separação de sólidos/líquidos. Os cristais puros de produto são então derretidos e descarregados do sistema.
Os cristalizadores baseados em suspensão produzem cristais puros. As colunas de lavagem podem efetivamente remover toda a água-mãe e, assim, produzir produto de pureza ultra-elevada.

 

Contato

Como podemos ajudá-lo?