GEA OxyCheck

Pare de gastar e garanta a segurança dos alimentos com o GEA OxyCheck, o primeiro sistema de segurança da qualidade não invasivo do mundo, que verifica cada embalagem com Atmosfera Modificada.

O GEA OxyCheck é um sistema de controle de qualidade em linha que verifica o conteúdo de oxigênio (O2) e a integridade do lacre de cada Embalagem com Atmosfera Modificada (MAP) que sai da sua termoformadora. Ele elimina a necessidade de perda da tempo com testes de amostras que consomem material e conteúdo das embalagens e que testam somente uma pequena porcentagem de embalagens.

Consumidores, revendedores e fabricantes: todos se beneficiam

Os consumidores querem segurança, produtos embalados frescos e saudáveis, os varejistas tentam prolongar o tempo de prateleira e o apelo visual, e os fabricantes de alimentos têm que fornecer produtos em conformidade com as especificações de qualidade acordadas. Todos irão se beneficiar com novo GEA OxyCheck, que tem o papel essencial de garantir que as Embalagens com Atmosfera Modificada (MAP) cheguem ao consumidor em perfeito estado. 

Sistema de controle de qualidade em linha para MAP nas termoformadoras da GEA

O GEA OxyCheck usa tecnologia não invasiva para medir acuradamente o conteúdo de O2 nas embalagens lacradas após terem sido fechadas na termoformadora PowerPak da GEA. Ao contrário das técnicas comuns, que apenas inspecionam as embalagens retiradas aleatoriamente da linha, o GEA OxyCheck inspeciona cada uma das embalagens sem danificar o papel filme ou quebrar o lacre. Um segundo posto de medição na termoformadora verifica novamente o conteúdo de O2 para detectar fugas. As embalagens que não correspondem às especificações são automaticamente rejeitadas e não entram na cadeia de fornecimento. 

Tecnologia única com sensor "spot"

O sensor usa uma mancha impressa do lado de dentro do filme de tampa para fazer a leitura. A mancha não oferece perigo para os alimentos e está em conformidade com todos os regulamentos sobre materiais que têm contato com os alimentos. O OxyCheck usa as propriedades fluorescentes de uma tinta especial na mancha. Os sensores óticos instalados na termoformadora projetam luz na mancha com sensor e medem o comprimento de onda da luz que brilha na tinta para determinar precisamente o conteúdo de O2.

Para termoformadoras novas e já existentes da GEA

A aplicação está agora disponível para as termoformadoras horizontais PowerPak da GEA como uma opção em novas máquinas e um upgrade naquelas já instaladas da geração de máquinas de NT PowerPak existentes com capacidade para ATM. A GEA PowerPak tem uma velocidade nominal de até 20 ciclos por minuto, e o GEA OxyCheck opera nesta velocidade de linha, o que significa que o rendimento da termoformadora não é praticamente afetado pelo sistema de controle de qualidade de ATM em linha.

Como podemos ajudá-lo?

Por que medir o oxigênio?

Os gases principais usados na ATM são o dióxido de carbono (CO2) e o nitrogênio (N2), contudo, há sempre algum oxigênio residual, normalmente uma pequena porcentagem. A quantidade de oxigênio é muito crítica devido ao fato de que ele provoca um processo de deterioração e encurta a duração na prateleira de um produto perecível. Medindo o nível de oxigênio dentro da embalagem, é possível concluir se a duração na prateleira e a segurança do alimento estão dentro da norma prevista.

Sensor de mancha OxyCheck

Sensor de Embalagem GEA OxyCheck

Principais benefícios

  • 100% de certeza, que cada embalagem tem seu conteúdo de O2 inspecionado.
  • Não se gasta qualquer conteúdo ou material da embalagem, graças à técnica de medição não invasiva
  • Rápido e eficiente, por ser um processo automatizado em linha
  • Sem perda de tempo com rastreamento quando ocorrer a primeira embalagem fora das especificações
  • Reduz significativamente o risco de uma embalagem fora das especificações sair do local