Tecnologia de Cristalizadores Cristalizadores de Circulação Forçada

Cristalizadores FC na indústria química

O cristalizador de circulação forçada (FC) é o tipo mais comum de cristalizador na indústria

Cristalizadores FC

Oxon NaCl FC

O cristalizador FC padrão evapora solventes, o que leva ao aumento da super-saturação no licor do processo, provocando a ocorrência da cristalização. A maioria das unidades FC convencional opera sob vácuo ou em uma leve super-pressão atmosférica.
O FC é constituído por quatro componentes básicos: o recipiente do cristalizador, que fornece a maioria do volume definido pelos requisitos do tempo de permanência, a bomba de circulação, que fornece a energia de mistura, o trocador de calor, que fornece energia para o cristalizador (em uma típica operação de cristalização evaporativa) e o equipamento de vácuo, que manipula os vapores gerados no cristalizador. O lodo do recipiente cristalizador é circulado, na forma de fluxo pistonado, através do trocador de calor e retornado novamente ao recipiente cristalizador, onde sua super-saturação é aliviada pela deposição de material sobre os cristais presentes no lodo. A super-saturação é controlada de modo a evitar a nucleação espontânea, pela capacidade suficiente de circulação.

O solvente evaporado é conduzido para o sistema de vácuo, onde é condensado e removido. 

 

O cristalizador FC é usado para operações de cristalização simples e gerais, onde não há necessidade de um tamanho grande do cristal. O design do FC visa proteger o tamanho do cristal de redução causado pelo ambiente do cristalizador, mas não tem características para aumentar agressivamente o tamanho do cristal.