Menu

Métodos de tratamento eficientes

Tecnologia para Lúpulo HOPSTAR® Iso

Para maiores rendimentos de ácido alfa em combinação com um gasto de energia significativamente reduzido na ebulição do mosto. A GEA desenvolveu um método inovador para o uso eficiente do extrato de lúpulo. Para uma aplicação industrial deste método eles também integraram um homogeneizador bem conhecido e comprovado, por exemplo, no campo do tratamento do leite.

HOPSTAR™ Iso

Tecnologia inovadora para lúpulo

O equipamento de processo HOPSTAR® Iso é projetado principalmente para o uso de extrato de lúpulo, mas com uma leve modificação do processo também é possível produzir uma mistura de pellets de lúpulo e extrato de lúpulo. Para o método, bem como para o equipamento, foi apresentado um pedido de patente.

Os princípios técnicos básicos para maiores rendimentos do ácido alfa são a redução do tamanho da gotícula na suspensão de extrato de lúpulo e a isomerização da suspensão sob condições de processamento controladas, paralelo à ebulição normal do mosto. A dosagem da suspensão isomerizada do extrato de lúpulo pode ser feita na parte final da ebulição do mosto na caldeira ou, independentemente desta disposição, diretamente antes do refrigerador do mosto entrar no mosto quente.

Resultados Expressivos

Os resultados de testes em larga escala com uma redução de 30% na dosagem de ácido alfa mostraram um amargor sensorialmente mais intenso, porém mais harmonioso na cerveja do que no lote de cerveja que foi produzido de forma padrão com a dosagem do extrato de lúpulo total na caldeira de mosto.

Os resultados analíticos das unidades de amargor mostraram um nível comparável em ambas as cervejas. A substância indicadora do teor de óleo do lúpulo, linalol, é significativamente mais alta por um fator de 3 - 5 em cervejas com dosagem de suspensão isomerizada de extrato de lúpulo do que nas cervejas normalmente lupulada.

Se for possível fabricar cerveja fora das disposições da Provisional Beer Law (Lei Provisória sobre a Produção de Cerveja), a produção de ácidos alfa isomerizados pode ser aumentada ainda mais através do ajuste do valor de pH no processamento da suspensão do extrato de lúpulo de acordo com o Drinking Water Ordinance (Decreto sobre Água Potável).

A tecnologia descrita oferece suporte clientes da indústria cervejeira a alcançar os objetivos estabelecidos pela política relativamente à implementação de processos energeticamente eficientes para a produção de cerveja e contribui para a redução das emissões de CO2.

Processamento eficiente para maiores rendimentos - Conclusão

O investimento no equipamento HOPSTAR® Iso para homogeneização e isomerização da suspensão do extrato de lúpulo é caracterizado pelo uso eficiente e sustentável do lúpulo, especialmente dos ácidos alfa. Com uma possível redução da dosagem de lúpulo em 30%, cada cervejaria pode facilmente determinar até que ponto seus custos anuais na aquisição de lúpulo serão reduzidos.

Além disso, no que diz respeito ao gasto de energia durante a ebulição do mosto, são possíveis economias de até 50% do calor originalmente necessário.

Com a utilização desta tecnologia, são satisfeitas as demandas para a aplicação de processos de produção sustentáveis e com eficiência energética para alcançar os objetivos da política ambiental na UE.

Service products

GEA Insights

Mantenha-se atualizado com as inovações e histórias da GEA, se registrando para receber notícias sobre a GEA.

Registrar-se

Estamos aqui para ajudar! Com apenas alguns detalhes poderemos responder à sua pergunta.

Entre em contato