A GEA oferece as tecnologias de esterilização ÚMIDA e SECA para qualquer pré-formadora de PET, para qualquer garrafa PET/HDPE e para qualquer tipo de fechamento, permitindo o envase de bebidas com pHs diferentes no mesmo sistema.

Em ambas as tecnologias, ÚMIDA e SECA, um isolador microbiológico equipado com luvas de intervenção fornece uma barreira física entre o ambiente externo e a área de controle microbiológico, em que os processos de sopragem, enchimento e vedação com tampa são realizados.

A tecnologia para esterilização úmida com PAA da GEA atua nas superfícies internas e externas da garrafa e da tampa com uma única solução, e uma forte ação mecânica e química combinadas.
O tratamento de esterilização é realizado utilizando bicos de penetração. A eficiência de cada bico é automaticamente verificada por um sensor inteligente, que garante a esterilização adequada de cada garrafa.
A tecnologia ÚMIDA PAA da GEA é aprovada pelo FDA, podendo ser

aplicada a qualquer garrafa ou tampa com quase nenhum limite de material, formato e tamanho.

A tecnologia H2O2 à seco da GEA, para esterilização da pré-forma e da tampa, usa um fluxo de peróxido de hidrogênio vaporizado à temperatura, concentração, tempo de contato e fluxo controlados, para se obter altos desempenhos de esterilização. O tratamento é realizado em uma única etapa, nas superfícies internas e externas do corpo e do gargalo das pré-formas, após o forno, logo antes do processo de sopro asséptico. A esterilização das tampas é realizada dentro da "câmara de esterilização".

A tecnologia de H2O2 à seco da GEA usa H2O2 em forma de vapor para tratar as superfícies internas e externas das garrafas. As garrafas são tratadas na posição vertical, em um carrossel, e depois purgadas para que resíduo total de peróxido seja baixo. O fluxo de H2O2 é continuamente verificado pelo sensor inteligente, com o objetivo de garantir o tratamento correto para cada garrafa. Inclusive as tampas e folhas de alumínio são tratados com H2O2 à seco.