Na GEA, compreendemos a o estado da arte em fervura do mosto como um pacote inter-relacionado composto do processo de aquecimento, a fervura real do mosto e o tratamento do mesmo durante a transferência. Somente a abordagem holística obtém os melhores valores em relação à qualidade da cerveja e eficiência energética.