A melhor maneira de se estabilizar a qualidade da cerveja e ao mesmo tempo preservar completamente o sabor são a pasteurização ou a pasteurização rápida.

As cervejas microbiologicamente instáveis embaladas e fornecidas ao cliente são "bombas-relógio" para toda cervejaria. Infecções e contaminações cruzadas de microorganismos transmitidos pelo processo de produção só podem ser detectadas após um tempo considerável. Este risco enorme pode ser minimizado.