Fabricação de anticorpos monoclonais (mAbs)

A GEA é a especialista líder no campo de equipamentos de processo para processamento e medição de líquido para as indústrias farmacêuticas e biotecnológicas, incluindo a planta de fermentação para a fabricação de produtos, como anticorpos monoclonais (mAbs) para fins diagnósticos e terapêuticos.

Os anticorpos monoclonais são conhecidos como terapias-alvo, pois eles agem atacando proteínas específicas na superfície das células. Usados com sucesso para tratar câncer, tumores e outras doenças sérias, os mAbs são — em comparação com outros produtos biofarmacêuticos — proteínas grandes que necessitam de doses de administração relativamente altas e tradicionalmente precisam de equipamentos/sistemas e instalações de fabricação em altos volumes. A GEA oferece os sistemas de produção para anticorpos monoclonais produzidos por culturas celulares específicas em modernos biorreatores de aço inoxidável.

Da cultura a coleta

O processo de cultura celular é feito em várias etapas, começando com pré-culturas de 10 L e cultivadas sucessivamente em lotes intermediários até um volume de produção final de até 20,000 L. Esses sistemas incluem o vaso, com um agitador como elemento principal e periféricos como sistemas de controle de temperatura, componentes de limpeza local (CIP), sistemas de aeração e desaeração, sistemas de entrada e sensores automatizados, atuadores e interface do operador. 

Os processos de suporte, como a preparação de meio e sistemas de coleta também são disponibilizados pela GEA. A integração do processo de separadores e filtros para a etapa de coleta também está dentro do escopo de serviço da GEA. Devido à alta sensibilidade das células e da necessidade de segurança do operador e do produto, todos os componentes do sistema da GEA são projetados de acordo com os padrões mais recentes e têm um alto grau de qualidade de acabamento.