Tratamento de borras contedo água e óleo

Borras que contêm óleo e água são gerados por uma infinidade de atividades e processos a bordo dos navios, incluindo sedimentação em tanques, processos de desaguamento de tanques, vazamentos ou ciclos de limpeza em separadores e filtros de circulação inversa, no tratamento de óleo combustível e óleo lubrificante. A tendência de utilização de óleos combustíveis de alta densidade e viscosidade mais elevada, bem como a utilização de resíduos como combustível nos motores a diesel de média velocidade, também aumenta a produção de borra a partir do óleo combustível e do óleo lubrificante.

Produção de borra contendo óleo e água

O acumulo de borra contendo óleo e água representa um problema considerável para sua eliminação. As opções que são tradicionalmente empregadas para lidar com este problema incluem incineração da borra a bordo ou disposição em terra. No entanto, a incineração é um processo caro, pois a borra precisa ser desidratada por evaporadores e depois misturada com óleo diesel para gerar um combustível inflamável. O descarte em terra também está associado a custos consideráveis, pois a borra precisa ser transportada até um local de eliminação de resíduos cujo o uso, por sua vez tem custo elevado. 

Redução no volume da borra em até 95% com o SludgeMaster da GEA

O sistema SludgeMaster da GEA resolve o problema do descarte. O sistema usa um separador especialmente desenvolvido para processos de desidratação e recuperação de óleo, que reduz o volume de borra produzida em até 95%. Isso reduz significativamente os custos de eliminação subsequentes. No mesmo processo, é recuperado um óleo combustível valioso, e resíduos do óleo são removidos do sistema de água de porão, ajudando assim a proteger os ecossistemas marinhos.