Tratamento de águas residuais em navios

Toda a água residual, seja de origem industrial ou municipal, acabam em estações de tratamento de água. O mesmo se aplica a água residual gerada em navios de cruzeiro modernos. Estruturado em mais de um século de experiência e inovação tecnológica no desenvolvimento de sistemas e soluções para o setor marítimo, a GEA oferece tecnologias de tratamento de águas residuais que agora são usadas em navios de cruzeiro.

A máxima desidratação de lodo com o decanter MBR

As centrifugas e decantadores da GEA são utilizados comumente no processamento de purificação de combustíveis e óleos lubrificantes, bem como para o tratamento da água de porão, de borras e da água de lastro em navios. O mais recente desenvolvimento para nossos decantadores é o tratamento de água residual para aplicações naval. A solução naval baseia-se no sistema de bio-reator de membrana (MBR), que, durante anos, tem sido usado para separar a água tratada do lodo ativado. Esse sistema elimina a necessidade de um tanque de sedimentação. A bordo do navio, o excedente do lodo ativado filtrado pela membrana é desaguado com o uso de um decantador GEA UCD 305 MBR, que pode tratar até 9 m3/h de lodo e tem dimensão ideal para navios de cruzeiro.

Tecnologia de biorreator de membrana

O biorreator de membrana gera um excedente fino de lodo ativado, que contrasta com o lodo espesso obtido com o uso de tecnologias alternativas. O decantador MBR foi projetado com características especificas para a obtenção do máximo de desaguamento desse lodo homogêneo em altas vazões. Com dimensões reduzida, o decantador é, além disso, muito fácil de operar e pode ser ajustado para tratar vazões variáveis de efluentes.  O Decantador MBR é um sistema testado para todos os tipos de embarcações.