Extraindo o Máximo do Leite

Uma parceira poderosa da indústria de laticínios desde 1893, a tecnologia de separação mecânica da GEA tem moldado a indústria de laticínios desde o início e oferece soluções eficientes e econômicas para processar leite cru, incluindo tecnologias de clarificação, desnate, remoção de bactérias e padronização.

Por diversas razões, o leite deve ser clarificado usando separadores para melhorar sua qualidade. Mesmo adotando medidas de higiene preventivas no local da ordenha, o leite cru entregue aos laticínios ainda contém uma série de substâncias indesejadas, como células somáticas e sangue provenientes do úbere, contaminantes do ar, sujidades das máquinas de ordenha, das tubulações e dos veículos de transporte.
 
Os clarificadores são igualmente adequados para limpar tanto o leite frio quanto o quente e são simples de integrar a linha de produção. Quase nenhum produto é desperdiçado como resultado do tratamento com clarificadores e qualquer resíduo resultante pode ser encaminhado diretamente para uma estação de neutralização ou para uma estação de tratamento de efluentes. A perda de constituintes valiosos do leite, como proteínas, decorrente da extração das sujidades do leite é insignificante.

Desnate

O leite cru contém cerca de 4% de gordura. Para produzir leite magro, o primeiro passo é a separação da nata. A GEA trabalha com ambos os processos, seja ele a quente, em temperaturas de 50 a 60°C, ou a frio em temperaturas de 4 a 30°C. sistema procool.
 
Os separadores de desnate da nova linha hyvol® proplus definem novos padrões de proteção do produto e de maximização da produção. E, como todos os nossos separadores, estão equipados com o sistema hydrosoft, que garante as mais baixas pressões de alimentação possíveis, processamento suave do produto, baixo cisalhamento e como resultado, maiores eficiências possíveis de separação. O sistema hydrosoft, não usa vedantes mecânicos que requerem manutenção frequente e não requer água de resfriamento adicional.

Remoção de bactérias

As bactérias, leveduras e esporos de fungos podem contaminar os produtos lácteos, isso faz com que a realização de uma clarificação confiável seja crucial para o processo. As soluções da GEA variam desde processos de remoção de bactérias de um e de dois estágios até a clarificação de bactérias específicas, como é caso da clarificação de bactérias do leite destinado a fabricação de queijo e do tratamento do soro de leite concentrado. Além disso, os separadores com o módulo GEA proplus podem ser usados para recuperar proteínas a partir de resíduos sólidos em conjunto com a remoção de bactérias.

Padronização

Com o sistema Standomat a GEA tem a possibilidade de oferecer uma unidade de padronização da gordura e da proteína do leite. O sistema mede e regula frequentemente as especificações definidas durante o processo de produção. Os valores-limite são mantidos com exatidão para otimizar o uso de recursos e, como isso, amostragens regulares não são mais necessárias e os testes laboratoriais podem ser feitos com menor frequência. O processo óptico flexível usado pode ser aplicado ao leite fresco, ao leite padronizado para fabricação de queijo, aos iogurtes, ao creme de leite, aos produtos lácteos reconstituídos, bem como leite condensado e leite evaporado para café.
 
Com a dairysmart,a GEA oferece um skid que foi projetado para o desnate do leite/soro quente, desgerminação do leite, monitoramento do teor de gordura do creme e padronização automática do tanque. Projetado para laticínios de pequenos e médio porte, bem como para queijarias, este equipamento compreende a desgerminação e o desnate. centrífugas eco-creampara leite e soro em conjunto com um kit de produção inteligente para processamento flexível e o novo sistema de controle IO da GEA.