Centrifugação para Otimização do Processamento de Soro.

As centrífugas da GEA representam uma tecnologia versátil para uma ampla variedade de aplicações no processamento do soro do leite, tais como: • Desnate do soro do leite cru e soro concentrado • Remoção das bactérias do soro do leite • Desengorduramento do soro do leite (desfosforilação) • Obtenção do cálcio do soro do leite (descalcificação) • Obtenção de lactose

Muitos laticínios usam rotineiramente as clarificadoras da GEA para separar finos de queijo do soro e, em seguida, utilizam os decanters da GEA para extrair a umidade adicional do concentrado de finos, gerando uma massa de queijo com matéria seca de aproximadamente 40 por cento. Esta massa pode, então, ser transformada em queijo processado.

Nossas centrífugas representam a última tecnologia da fabricação desse tipo de equipamento. Elas podem ser operadas continuamente e oferecem o mais alto nível de segurança e eficiência para o produto. As centrífugas possuem sistemas de limpeza(CIP) incorporados, podendo ser operados 24 horas por dia.

As centrífugas GEA podem melhorar a qualidade de processamento dos equipamentos de processo posteriores, por garantir uma excelente separação da gordura ou de finos. Isso melhora a qualidade do desnate do soro do leite e, por consequência, reduz a probabilidade de bloqueio dos equipamentos de filtração, prolongando a vida útil das membranas na unidade de filtração. Essa eficácia também pode contribuir para a rentabilidade através da recuperação e condicionamento de constituintes valiosos como finos de queijo ou lactoalbumina, que têm um alto valor nutritivo. A lactoalbumina, por exemplo, pode ser centrifugada por separadores e seca em spray-drying.

Processos especialmente desenvolvidos pela GEA

Além de oferecer centrífugas altamente eficientes, a GEA está trabalhando continuamente para melhorar os atuais processos de produção e para desenvolver soluções inovadoras.

A Gea desenvolveu a desfosforilação (DPL) como um processo de refino do soro do leite que envolve a separação de fosfolipídios e/ou lipoproteínas do soro doce ou ácido. A principal vantagem deste processo é a produção de soro de leite perfeitamente desengordurado de máxima qualidade, que em última instância, tem um impacto econômico positivo sobre outros métodos de processamento do soro, bem como sobre o produto final obtido.

Além disso, a GEA desenvolveu a "decalcium phosphatization" (DCP) como um método para obter cálcio do permeado de soro de leite. O processo DCP ganhou importância nos últimos anos, em parte porque o cálcio representa um valioso suplemento alimentar para produtos lácteos, sucos e cereais, mas também porque a extração do fosfato de cálcio melhora o permeado do soro do leite: uma vez que melhora o processo de aquecimento de soro do leite, proporcionando menor acúmulo no evaporador, o que estende o tempo de operação e reduz a frequência de ciclos de limpeza CIP. O DCP também reduz o teor final de cinzas, o que é importante caso a lactose seja obtida posteriormente.

Obtenção da lactose

A expertise da GEA em tecnologia de processos facilita a recuperação eficiente da lactose. Um elevado rendimento, de até 80 por cento, pode ser obtido se o processo de "decalcium phosphatzation" da GEA, for combinado com a nanofiltração para a obtenção de lactose.