Tratamento de exaustão

Na indústria química, onde os fluxos podem ser muito mais complexos, são fornecidos sistemas completos de tratamento de ar de exaustão que permitem operação mesmo na presença de altas concentrações de compostos halogenados, sulforosos e compostos orgânicos fosfóricos.

Os compostos halogenados e sulforosos de exaustão são geralmente tratados com uma ou mais fases de absorção úmida (lavadores de gás) e com uma seção de arrefecimento. 

As aplicações do lavador na indústria química inorgânica lidam com a eliminação de: 

  • Halogênios hidrogenados
  • Amina
  • Amonia
  • NOx
  • Ácidos nítricos
  • SOx
  • Ácidos sulfúricos
  • Sulfureto
  • Silanos
  • Siloxanas
  • Óxido de silício
  • Sílica halogenada
  • Boro
  • Boro hidrogenado
  • Ácido Bórico
  • Dióxido de Carbono
  • Ácidos Fosfóricos
  • Fósforo halogenado
  • Óxidos fosfóricos
  • Óxido de titânio
  • Titânio halogenado
  • Fosgênio

Com a incineração de resíduos clorados ou com processos de reação, onde o ácido clorídrico é produzido, gases de exaustão com, relativamente, grandes quantidades de cloreto de hidrogênio são gerados e devem ser separados. Para limpar esses gases de exaustão, a unidade de lavagem de gases representa a solução mais econômica.

A metalurgia ferrosa e não ferrosa está interessada na extração e processamento de minérios e a produção de metais ferrosos/não ferrosos e suas ligas.  Durante estes processos, são criados subprodutos que incluem a poeira de óxidos metálicos ou adubos minerais e componentes gasosos indesejáveis que devem ser limpos antes de serem lançados no ambiente